sábado, 26 de fevereiro de 2011

Preguiça, sim.

Qual a importância? Por que permitir que a inexperiência atinja tão imensuráveis alturas? É nosso coleguismo esperando por uma recompensa? Há hipocrisia na distância que assumimos com a vida alheia? Pensamento simplista. Resposta? O problema é de cada um. Ou cada um deveria ficar com o seu.

Deplorável pensamento, sim. Egoísmo?
Preguiça!

A felicidade só atinge quem está feliz. Todo o resto se contenta em esboçar um sorriso.
A minha felicidade não vale a ninguém. Deixe-a comigo. Abandone o meu modelo. Ele é falho. Excepcional.