quinta-feira, 11 de novembro de 2010


Rigidez!
É o que me afasta
de toda a distância que anseia em reaproximar.
As tentativas são constantes.
O propósito é evitar
o desespero do inaceitável.
Tudo entre nós já foi consumado.
Minhas mentiras, suas mentiras.
Nossas verdades entrecruzam
nossas histórias.
Sim, estamos distantes, por um tempo
que não há de ter tempo.
Tudo o que possuimos
são dois caminhos distintos,
distantes, muito distante um do outro,
porém com o mesmo destino.
O meu destino é você!
Apanharei todo o carinho de mãe
que fingi não existir.
Rigidez!
Fingi por estupidez!
Prometo todos os abraços
que repudiei instintivamente.
Acolherei o seu destino
que grita por chegar ao meu encontro.